Ensaio sobre o AMOR

by 11/17/2011 0 comentários
No olhar,
O brilho repentino
De quem pela primeira vez
Compreende a abundância
Conjugativa do verbo amar.
Não é o eu, o tu ou o eles
Que mais surpreende, e sim
A possibilidade de não escolher.
O verdadeiro amor não está só no presente
Ouso dizer que,
O gerúndio e o particípio passado são tão ou mais significativos. 

SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.