Por vezes o Amor desequilibra

by 8/03/2012 0 comentários
Jonya despertou leve como uma pluma.
Enquanto lavava o rosto, pensara que nada poderia abalá-la.
Trocou de roupa, calçou os sapatos vermelhos, borrifou o amadeirado perfume, laçou a bolsa de couro e saltitante rumou para o trabalho.
Ao chegar, logo encontrou o chefe.
- Atrasada de novo dona Jonya?
Jonya não se abalou.
Ao entrar em seu escritório, a secretária logo avisou:
- Dona Jonya estamos sem sistema.
Jonya não se abalou.
Na hora da reunião, com dificuldade apresentou seu trabalho e mesmo assim não se abalou.
Contudo, na saída encontrou seu flerte e este prestou atenção em seus papéis, ao invés de como sempre abrir-lhe um sorriso maroto.
Jonya sentiu-se mais pesada que tonelada.


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.