A procura da Benquerença

by 7/07/2013 0 comentários
Em leito suave de batidas descompensadas,
O coração desperta ritmado quando ao seu lado.
Que doce sorriso aguarda o incompreendido
Seu meneio esconde a brandura do meio.
Onde está a imperiosa benquerença?

SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.