Filosofia: Coerência

by 3/19/2014 0 comentários
Sem qualquer anúncio, o homem mais velho, de cabelos com cheiro de mato recém cortado e olhar misterioso, proclamou no meio da multidão:
-Sorridente, nada abdicou de ser coerente, mas agarrado a corrente danificou o momento presente.

SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.