A Lama

by 8/21/2014 0 comentários
Com cada célula do seu corpo confiante de que agora conhecia o verdadeiro compromisso com a metamorfose, Ela deixou para trás a primeira parte daquele rito inebriante. No entanto, quando alcançou a margem do rio, o barro úmido soou como desaforo:

-  Se na lama sujarei meus pés, qual a razão da purificação?


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.