Penso mais na negatividade
Do que consigo fugir da cidade

Todos os dias as mesmas ações
Um carro, um ônibus, um metrô
Lotados de Frustrações

Somos incapacitados
Como alcançar o outro lado
Com o coração parado?
Estamos acovardados!


Que meus pensamentos se ocupem de inquietações como, se os lençóis estão limpos, se a xícara está cheia, se vai chover, se o sapato está virado, se comprei cenoura, se guardei a vassoura!

Eterno talvez
Disso já sei
e
Assim abuso da vez.

Tantas são as desilusões que resta a pergunta:  - Por onde andam os Sábios? 
 

Quando amarrou uma única ideia na mente, parou de refletir.
Pássaro, quando pousa em galho oco, logo alça voo.


Cansado do discurso combinado, ele desabafou para aqueles que conheciam o significado de realidade:
- Tivemos tantos muitos em nadas, que o vazio ainda se faz presente.

Despenca fruta
como chuva.
Foge amargura,
Sou madura
e você não mais perdura.


Estava sentado no parque engolindo frustrações quando ao meu lado alguém me disse: - Sabia que você pode voar?  Eu perguntei como e a pessoa respondeu: - Basta imaginar.


Fui, sem dizer para onde.
No caminho, me perdi.
Decidi voltar,
mas já não sabia
mais como.


De fadas e ogros
todo mundo tem um pouco.

Como peixes voadores
Quem repete que não existem
Em seus corações
vazios são os corredores.

Imaginação.

Sem isso, pouco do homem
Sua alma todo dia morre.

Felicidade não é invenção
Animem-se,
que ao seu lado 
Sereias cantarão.

Confiem em cheio
Ele, o devaneio
é capaz de levar
até o veraneio.


Poesia declamada no SARAU POESIA EM CONCURSO – FANTÁSTICO da Casa das Rosas ;)




1. O medo de ofender não pode ser maior que o medo da dor.
2. Siga sua intuição sempre.
3. Reconheça suas fraquezas.


Quando aproveito o tempo para pintar labirinto, esqueço de procurar o caminho e aí, encontro o caminho.