Quando o universo completar essa volta
e tudo estiver de ponta cabeça,
saberemos qual será o novo caminho
 Até lá,
sofrimento



sou a migalha do que já fui

sou meu pior aspecto
              meu pior olhado
                meu pior pesadelo

sei que preciso reeencontrar todas as parte que me faltam

mas o coração despedaçado
            sulga até as últimas forças
                     e de trampolim as tristezas saltam

talvez o melhor mesmo seja
         pular de cabeça nesse mar de dor
              quem sabe lá, nas profundezas
                                     encontre meu próprio amor.


Sabe aquele momento na vida em que tudo é tirado de você?
A verdade é que por mais que você deseje com todas as suas forças que tudo volte a ser como antes, nada trará de volta aquilo que já virou cinzas.
A única coisa que podemos fazer é usar essas cinzas para adubar uma nova vida. 
O amor que sinto
não aparece assim
em qualquer assunto
é preciso primeiro
ser o mergulho
para depois entender
sobre a profundidade do mar.


Quem nunca esteve em uma maré tão baixa que todo pensamento encalha?
Nossa esperança jaz na próxima lua.



Se você soubesse como meus olhos salgados desejam o seu abraço espremido, jamais estaria sozinho no mundo.

Vou te contar um mito que no começo, parecerá bonito e no final, esquisito.

Das profundezas do oceano, nasceu uma alga que diferente das outras algas, esta falava a língua dos peixes.

Desde pequena, conversava com todas as criaturas do mar; Oi como está? Suas nadadeiras estão aceleradas. Há tubarões rondando a superfície. Nade em outro sentido que encontrará alimento. 

Quando cresceu resolveu intermediar os conflitos entre as espécies e durante um bom período, obteve sucesso, deixando assim o submerso cada vez mais equilibrado.  

Porém, em uma noite ausente de lua, enquanto as águas sofriam uma convulsão, os peixes ficavam sem ar. 

Todas as algas foram chamadas para mediar a situação, exercendo sua função em mutirão.

A alga faladora, se alinhou com suas irmãs e em conjunto, começaram a dançar. 

Aos poucos o caos foi se dissipando.

Quando tudo voltou ao normal, a alga faladora havia desaparecido, não só fisicamente, como da mente de todas as espécies.


Um amor qualquer,
enganar a dor.
Já o amor verdadeiro,
supera.

Alguns amores podem ser aquela Fera que nunca se tornará Bela, fique esperta.