Conto Filosófico: O rio

by 5/22/2013 0 comentários
Agoniada, a jovem mulher após recorrer sem sucesso a tudo e a todos, sentou na varanda e suplicou por ajuda.

Ao anoitecer, levantou cheia de dores, tomou banho e caiu desolada na cama sem imaginar que a resposta viria por sonho:
- Um rio pode fluir com obstáculos, contudo fluirá em sua plenitude?


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.