A Chuva e o Aprendiz

by 8/11/2013 0 comentários
Ao final de dez anos em completo silêncio, o aprendiz sem qualquer presságio de paz, permanecia repleto de dúvidas. Nauseado, não titubeou quando quebrou o voto e ao mestre questionou:

 - Mestre, como posso alcançar o próximo passo?

O mestre, tão calmamente que inanimado parecia, abriu os olhos e respondeu:

- Chove, contudo o homem permanece seco.


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.