Crônica: 18

by 9/23/2013 0 comentários
Dezoito... com dezoito meses cismei que andar era o melhor brinquedo do mundo, entre tombos, batidas e tentativas a diversão era verdadeira conquista.

Aos dezoito anos, a vida provou ser ardilosa; Aprender a dirigir não era necessário, nem conquistador, mas por muito tempo mascarou sua inutilidade.

Fico divagando sobre o momento em que o 1 passará para trás... 81, com que tipo de aprendizado irei me deparar? Espero que mais tenha a ver com amar!


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.