Pocket Conto: A descoberta

by 3/22/2014 0 comentários
Foi naquela festa horrenda repleta de querela que ela, quase que por acaso topou com seu ex-caso.

- Tudo bem? Perguntou ele.

Ocupada por antigas lembranças, ela não conseguiu responder só acenou com a cabeça o que pareceu ser um tudo bem.

Sentindo-se por ela, pela primeira vez ignorado, ele reafirmou a pergunta:

- Tudo Bem?!

- Tudo. Entre uma e outra imagem do passado, respondeu ela.

- Está tudo bem mesmo? Você parece estranha, nunca te ouvi dizer menos que seis palavras!

Tal afirmação chegou a ela como um tufão. Embriagada por sua veracidade, enfim entendeu o principal motivo de todos os seus casos não virarem namorados.

- Estou bem sim, na verdade estou ótima, agora sei quem é minha arqui-inimiga!


SS Martinelli

S²FM

Pela janela olhei, tulipas não encontrei. Pensei, Filosofei, Bloguei.